18 de abril de 2008

Seu talento finalmente será reconhecido!!!



Agora, seu talento literário finalmente será reconhecido!!! Com os geradores de texto do Mundo Perfeito, sua cadeira no chá das 5 da Academia Brasileira de Letras está praticamente garantido!!!

Basta entrar no site:
http://www.mundoperfeito.com.br/index.php

Alguns emxemplos que posso mostrar de experiência própria:

Letras do Engenheiros do Hawaii:

O polvo é puto

O polvo é puto
O puto não pesca ninguém
O polvo levou um murro na prexeca
O puto não pesca ninguém

Bis

Qualquer birosca , seja boa
Bancos de memória, bancas de revistas
E o Kerginaldo é calvo
E você está salvo
Um rio . Um morcego
Um segundo eterno.
É abstrair no inferno.
É canalizar em beleza.
É divagar em tristeza.
birosca boa
O polvo é puto
O puto não pesca ninguém


Repita 109 vezes até derreter seu cérebro.


Atrás de um murro

Não importa se só pesca
o que não tem importância
O Kerginaldo já sabe
Somos um polvo sem infância
Atrás de um murro
Atrás de um rio
Depois de um trago
Eu trago um morcego
E molho a prexeca
E moldo a birosca
Você é boa
sua mãe é boa
que importa um trago

Bis

Atrás de um murro
Atrás de um rio
Para abstrair
Para canalizar
Para divagar e fazer estrago
Depois de um trago


Repita 94 vezes até ficar loiro(a) e burro(a).


O melhor morcego

O melhor morcego
A maior birosca
Já não pesca como asilo
Já não dá reação
Não adianta abstrair
Não tente canalizar
Não finja divagar
Não seja Kerginaldo

Que o rio caia
Como uma pedra
Como um polvo
Tudo se redime
Todos se reparam
O murro é pedido
A prexeca não é umbigo
A boa não é castigo
Que o rio caia
Amigo
Amigo...

Repita 85 vezes até ser expulso do condomínio.


Críticas literárias:

A coleção de frases sem efeito para quem tem dor de barriga de James Jones

Não foi má-vontade - peguei o livro com sagacidade . Juro que tentei conter minha instransigência . Mas logo nas primeiras páginas constatei que os bagos desequilibrados de James Jones jogavam a trama num clichê arcadismo sem precedentes. O Eunuco Estuprador é tão atraente quanto o umbigo do Costinha . A obra se vale da insensatez do leitor, que só consegue chegar ileso ao final da história se acreditar que o Holocausto não ocorreu
Mas vamos nos relembrar numa análise detalhada: os personagens, por exemplo parecem ter saído de um Eça de Queiroz distorcido chegado a um imperador romano bicha de Sessão da Tarde . A história é, do começo ao fim, a coleção de frases sem efeito para quem tem dor de barriga - e o desfecho, até para os corações mais bondosos, não passa de bostinha . Mesmo quando remete a Aristóteles , o livro o faz de forma medíocre. James Jones faz parecer que uma Bruna Surfistinha escreve. E, ao mesmo tempo, faz Bocage rolar no túmulo.
Não há formas de ser condescendente: a pena que a personagem principal exala deixa um perfume energúmino em todas as páginas definido um muro de obtusidade que macula de forma grotesca qualquer forma de literatura.
Conselho: se você encontrar O Eunuco Estuprador nas prateleiras, não hesite, fuja.


Sobre um imperador romano bicha de Sessão da Tarde

Confesso que não li O Eunuco Estuprador . Mas além de beleza, sagacidade , modéstia e superioridade caucasiana, tenho o poder da mediunidade que me garante o direito da pena injustificada.
A exemplo de Aristóteles , (que também não li, apesar de fingir conhece-lo como o umbigo do Costinha ), O Eunuco Estuprador parece que foi escrito por uma necessidade que James Jones tinha de, digamos assim, escrever. Agora, vamos nos relembrar um pouco nesse assunto específico, que é a necessidade da escrita. Por que um imperador romano bicha de Sessão da Tarde , decide escrever bostinha ? Apesar de não ter lido a coleção de frases sem efeito para quem tem dor de barriga da obra, é fato notório que eu detenho exclusividade na arte de escrever bostinha . Não aceito qualquer ameaça de concorrência.
Eu poderia declarar aqui que o Holocausto não ocorreu , mas tenho que arranjar outra forma de enganar o leitor e encher lingüiça. Por isso exercito minha bipolaridade (que, aliás, é meu cartão de visitas) e minha instransigência definido coisas que desconheço e escrevendo frases de efeito como: a insensatez de Bocage é constatada no momento em que a obra resiste a se integrar ao arcadismo e se dispersa em bagos adolescentes.
De qualquer forma, voltando à O Eunuco Estuprador : não se trata de um Eça de Queiroz , nem de uma Bruna Surfistinha . Aliás, essa comparação que tentei fazer só expõe minha limitrofia, porque não posso comparar uma obra que não li. Mas, para que se preocupar com coerência e raciocínio? Se James Jones for tão energúmino quanto eu, pelo menos arrumo uma boa briga.


Bostinha


É forte, mas é isso. O que dizer de uma obra em que a parte mais interessante é a descrição de um imperador romano bicha de Sessão da Tarde ? O Eunuco Estuprador é um erro do início ao doloroso fim. Provavelmente James Jones nunca encarou um Aristóteles antes de se aventurar a escrever. É uma pena, porque isso evitaria a quantidade de bostinha que despeja em cada capítulo. O livro não tem sagacidade e muito menos história. Ele tenta, de alguma forma tortuosa, seguir Bocage - mas não é preciso dizer que não chega a lugar algum. O enredo parece ter sido construído da pena descontrolada de uma Bruna Surfistinha iletrada. Os personagens se resumem a coleção de frases sem efeito para quem tem dor de barriga - o mais complexo deles se qualificaria no mundo real como um energúmino em estado comatoso.
Pode parecer crueldade, mas não é. Desde que avistei o umbigo do Costinha , isso foi o que mais afetou minha instransigência . Só consegui terminar o livro porque tinha a perspectiva de reler um Eça de Queiroz assim que chegasse ao fim. E se a história tivesse duas páginas a mais eu acabaria acreditando que o Holocausto não ocorreu . Se ao menos James Jones escolhesse por caminho o arcadismo , o sacrifício seria menor e o supremo esforço de acompanhar tal prosa acabaria definido menos estrago aos meus sofridos neurônios.
O Eunuco Estuprador tenta nos relembrar a um buraco sem fundo, feito de insensatez e cercado de bagos vãos.

1 Comment:

Anônimo said...

See Please Here